Resenha: A Seleção de Kiera Cass





E aí pessoal?
Bom, não faço a mínima ideia se vocês perceberam, mas eu não postei ontem! Mas hoje, vou fazer mais uma resenha. Pra quem me acompanha no Instagram - clique aqui, deve ter visto que ontem dois livros, chegaram do correio, ebaaa! Um deles se chama A Seleção, e vai ser essa a resenha que eu vou fazer hoje!

Mas Mary, se o livro chegou ontem, como hoje você já vai fazer uma resenha? eu lhe respondo: porque o livro foi tão, tão espetacular, que engoli suas palavras em questão de segundos. Comecei ler ele ontem a noite e com meus cálculos devo ter lido ele em, mais ou menos 8 hrs a 9 hrs, sim eu leio rápido. Sinceramente foi um dos melhores livros que eu já li, e estou realmente ansiosa para adquirir a continuação. Vamos a Resenha?


Nome do livro: A seleção
Subtítulo: 35 garotas e uma coroa
Escritora: Kiera Cass
Editora: Seguinte

Sinopse: Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha. Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes. Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.


Bom, eu como viciada em Booktuber, um dia estava vendo os videos do Alisson7Potter, e ele fez a resenha deste livro, vocês não imaginam o tamanho da minha curiosidade. A Submarino fez promoção, e Mary comprou seu livro. 


O livro A Seleção, da escritora Kiera Cass na verdade é o primeiro livro de uma trilogia (que por fora foram lançados alguns contos, para preencher a história). A história  é uma distopia, que se passa depois da 4º Guerra Mundial, quando os Estados Unidos perdeu para a China e no lugar dos EUA surgiu um novo país chamado Íllea.

O País é divido em 8 Castas. As castas seriam a questão financeira e profissional. A casta 1 por exemplo é a realeza, e conforme os números vão descendo a pobreza aumenta, assim podemos dizer que a casta número 8 seriam os mendigos.

Bom, o que seria A Seleção? A Seleção nada mais é que um concurso, onde reúnem 35 garotas de todo o país, para irem ao palácio, disputarem tanto pela coroa, como o príncipe (já que ele chegou na idade de ter uma esposa e se assumir como rei de Íllea). 

A história gira em torno do ponto de vista de America Singer, de Carolina, Casta 5. America como todas as personagens principais (ou não) não quer participar deste concurso, porém ela é obrigada pela mãe, já que por ser da Casta 5, a Casta dos artistas, eles sempre passam por necessidade e se caso ela for selecionada, durante a estada no castelo a família recebe uma remuneração. Por mais que America quisesse ajudar a família, ela tinha outro motivo para não querer participar da seleção, ela tinha um namorado, secreto para a família, e seria muito difícil se separar dele, para lutar por alguém, no caso o príncipe, sendo que ela não o queria. No livro, Aspen (esse era o nome do namorado dela) faz a prometer que se inscrevera no concurso, já que ele a amava tanto que preferia que ela tivesse uma vida confortável, do que ser tratada pelo resto da vida como escrava, já que ele era da Casta 6. Assim ela se inscreve, e acaba sendo sorteada e é a partir daí que a história se desenrola.

No livro foi totalmente explicado, como era a vida nas castas, das amigas de America, das inimigas, da família e etc.


Bom, se eu contar algo mais, eu realmente estarei dando Spoiler, estou totalmente viciada nesse livro, e juro vou recomeçar a ler hoje mesmo. O livro é tão bom, que estou obrigando todos a lerem, só pra mim ter com quem conversar, sobre os livro ser maravilhoso. Eu amei  a America, uma menina doida, extrovertida, que vê o mundo de forma diferente, adorei o príncipe Maxon, e por princípio gostei do Aspen, mas depois da metade do livro, comecei a odiar ele de uma forma terrível, sério, leiam os livros, e vocês verão porque disso, estou torcendo para que a America fique com o Maxon. 

Foi um dos melhores livros que eu li, ainda mais pela referência. Confesso que me lembrei muito da trilogia de Jogos Vorazes, mas também do livro que deu a ideia inicial para todas essas histórias, o livro 1984 do jornalista George Orwell, pelo sistema opressivo, o governo, e tanto pelo “Big Brother” já que havia o reality show onde mostrava o passo a passo das vidas das selecionas no castelo.


Bom querem mais detalhes, CLIQUE AQUI


Bom é isso pessoal, e aí estão a fim de ler?

2 comentários:

  1. oie flor também tenho um blog gostaria que visitasse e se gostar me segui retribuo ^^ escrevo de diversos assuntos e livros também
    blog;http://biancamarcellle.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oe, claro que visito! Obrigado pela visita!

      Excluir