Reflexões de uma festa




Fui numa festa de escola a alguns dias atrás e reparei em algumas coisas e gostaria de comentar.
Talvez não fique um texto com sequência de fatos ou conclusão, mas quero ver se sou a única a refletir sobre os assuntos.

Havia uma menina sozinha, ela ficava observando os outros se divertirem, ela queria se divertir também, mas ela parecia não ter amigos. Ela parecia olhar as meninas bonitas, com inveja, dava para perceber o quanto ela não gostava de sua aparência e queria ser como elas.
Havia os migratórios, eles foram na festa com a intenção de ficar com os amigos mas ao chegar perceberam que os amigos tinham combinado de ficar com outros, então eles migravam de grupos em grupos, tentando se encaixar, se divertir, rodavam o salão como se estivesse, indo a algum lugar mas na verdade procuravam um rosto conhecido.
Havia as pessoas que foram embora cedo. Os pais talvez ligaram alegando um compromisso ou que já estava muito tarde ou elas decidiram que aquele tipo de ambiente não era para elas.
Havia as pessoas que foram para se divertir. Mas parecia que a música não colaborava, ou os amigos, o que será que tinha de errado?
Havia pessoas que foram achando que seria a festa mais "badalada", pessoas como essas aparentemente se divertiram ou se decepcionaram.
Havia os registradores, mais filmaram do que realmente aproveitaram. Espero que essa seja a maneira que eles se divertem.
Havia os que foram afogar as mágoas, esses saíram de lá pensando se agiram certo ou errado, e logo depois tentando afastar pensamentos como estes da cabeça.
Haviam os pegadores, olhares, encaradas, talvez constrangedor.
Os objetivos, que foram lá com metas, esses as atingiram e não atingiram, mas e depois?
Os que se divertiram, dançaram, aproveitaram, esses sabem como agir numa festa. Queria ser amiga deles.
Os que se decepcionaram, alegaram ser a pior festa que foram em suas vidas. Seja qual for o problema vai passar, talvez um dia seja uma memória insignificante e se não for, procure o lado positivo, nem tudo acontece por acaso.

Eu posso ter falado várias "abobrinhas" aqui, mas tudo bem, cada caso é cada caso e não sou ninguém para comentar. Era uma reflexão minha, posso estar totalmente errada, peço desculpas. Mas as vezes certas coisas que vejo me deixam intrigada. Se alguém se identificou e quiser me contar, fique a vontade. Existem mais perfis que reparei, mas... acho que esses são suficientes.


Twitter: MaryaneSilverio
Instagram: srtasilverio
Snap: marysilverio82

2 comentários:

  1. Ual haha Nunca parei para fazer uma "Análise" sobre isso, muito interessante, na verdade amei o post. Acho que sou do tipo migratório kkk deve ser por isso que não gosto de ir as festas mais...

    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, bem não é necessariamente para ver com qual se identifica, e sim para mostrar que as pessoas nem sempre demonstram o que sentem, apenas fingem algo pelas aparências. Bem, se você é do migratório tente mudar para os amigos fixos que realmente se divertem, tenho a impressão que é a melhor parte da festa. Beijos!

      Excluir